bianca-ad-hd
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

Paulo de Carvalho Souza, de 42 anos,  suspeito de assassinar a namorada, Lucimara Stasiak, de 30  anos, se entregou por volta das 19 horas de ontem (3)  após ameaçar, durante 24 horas, se jogar de um prédio em Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Ele é um advogado da cidade de Maringá, no Noroeste do Paraná. As informações da polícia catarinense é que Paulo matou a namorada a facadas e permaneceu com o corpo no apartamento desde quinta (28). Policiais suspeitam que a mulher tenha sido morta na quinta-feira (28), porque vizinhos disseram que houve uma discussão e depois disso ela não foi mais vista.  Ela também não visualizava os aplicativos em seu celular desde a quinta de manhã.  A polícia só soube do caso nesta terça (2),  através de denuncia de vizinhos. Ao chegar no local, o homem não abriu a porta. Vizinhos disseram também que ele só saiu para comprar muito gelo, provavelmente para manter o corpo conversar. Foi quando ele ficou foi para varanda do edifício Ilha de Paquetá, na Rua 3150., onde ameaçou se matar durante 24 horas. Lucimara Stasiak também era advogada e atuava na cidade de Florianópolis. Os policiais confirmaram que o corpo da advogada foi encaminhada ao IML.  Paulo disse aos policias que teve surto psicótico e achou que esfaqueava aranhas e não Lucimara. Fonte: https://www.bemparana.com.br

Acompanhe o momento em que ele é ouvido pelo delegado e é determinada a fiança:

 

 

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167